domingo, 12 de junho de 2016

Estrela cadente

Eu estava de frente pra 100 pessoas. Sozinha!
Todas em silencio... 
Todas me encarando e esperando.
Aquela sensação de ser testada e julgada me apavorava tanto quanto me excitava.
Minha boca treme, minhas mãos transpiram mas as palavras saem sem um sinal de nervosismo.
As pessoas levantam a cabeça, o timbre da minha voz é grave, ameaçador e isso drasticamente piora quando estou nessa situação.
Eu não sei explicar essa explosão de sentimentos,e por que isso acontece quando estou exposta a um publico maior que 5 pessoas.
A faculdade me obriga a ser uma pessoa falante. E eu sempre fui. Mas o medo de falar em publico me acompanha desde do fundamental.
Mas eu nunca entendi esse sentimento. Pois eu sempre tive muito a falar. 
Eu acho que sou uma aparecida enrustida. Assim como sou uma amante enrustida.
Eu sempre soube que as palavras eram armas e eu sempre soube usá-las. 
Tanto para ferir quanto pra argumentar sobre qualquer coisa.
É um dom e uma desgraça.
Pois eu tenho capacidade não só de convencer as pessoas mas de ME convencer.
E nisso me perco. Não sei o que sou.
Se sou a menina aterrorizada por ter que falar pra uma plateia que gosta de não ser notada
 ou se sou uma mulher que adora ser ouvida e ter olhares de admiração. 
Talvez eu não tive a oportunidade de ter decido quem eu sou. Sera que isso é decisão ???
A descoberta de sí é tão solitária.
E eu nunca estive sozinha de fato. Sempre me distraindo com paixões toxicas e pessoas entediantes.
Olhar pra dentro se torna difícil.
Se torna dolorido. 
Todos dizem : _ Essa é sua vida! Este é o seu momento!
Mas como ter a vida nas mãos?
Como agarrar cada migalha de vida quando os dois mundos nunca se colidem ?
O mundo de dentro e o de fora são heterogêneos. Água e óleo.
E sinto que não pertenço a nada.
Eu nunca aprendo.
Todas as possibilidades parecem esgotadas.
Eu podia fingir que os aviões são estrelas cadentes. Acreditar nisso, mas a realidade me vem como faca pra cortar qualquer ilusão. 
Mas a verdade é que adoraria ter essa ilusão outra vez.
Eu não posso confiar em mim com nada além disso.







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...