terça-feira, 22 de março de 2016

Lista de contatações

São tantas coisas que você não sabe.
Você não poderia nem supor. 
São tantos detalhes que eu sempre quis dizer, mas pra que ? Pra quem ?
Você não sabe que eu tenho tantos segredos.

Você nem imagina que escuto barulhos a noite e acordo sem saber onde estou.
Não soube perceber que sinto coisas, as adivinho e tenho medo disso.
Você não sabe que monto recorte de revistas com desejos e eles acontecem.
Que desenho muito bem, rostos de pessoas que eu nao conheço.

Jamais tentou descobrir o que tem atras dos meus olhos negros.
Não percebeu o brilho seco e doentio do meu olhar.
Deixou passar que meu coração sempre esteve machucado e se tornou pedra
mas que eu não vejo a hora de um toque gentil transforma-lo em calda de chocolate.

Não verificou a sutileza da minha ingenuidade, e que ela era meu maior trunfo.
Deixou escapar entre os dedos minha fé de criança.
Devolveu em forma de farpas, fagulhas incansáveis de amor inabalável.

Perde a cena preciosa de me ver ajoelhada, levantando o rosto do meu filho, Francisco.
Deixou de presenciar que criança não se educa com palmadas mas com o olhar.
Não viu que dentro de mim bate um coração bobo, nobre e leal.

Não amou minhas sardas, nem minhas bochechas, muito menos minhas covinhas.
Sabe menos ainda, que estas ultimas, aparecem quando dou um sorriso sem jeito- bem aqui, encima da boca - dois furinhos que denuncia minha timidez e pedem abraço quando aparecem.

Você não sabe que escrevo em diários, catalogo infinitas lembranças, por não acreditar em fotos
mas sim, em MINHAS palavras e letras. Estas sim, revivem minha emoção a cada curva.

Não conseguiu esperar pra ver a ótima motorista que me tornei. 
O quanto sou prudente e ágil na cidade e na estrada.
E mais ainda, quando estou dirigindo meu coração. Neste, não mais entra relapsos.

Não cuidou com esmero do meu desajeito. 
Não percebeu minha falta momentânea de léxico quando estou terrivelmente bêbada.
Não soube entender meu jeito triste de segurar o cigarro com a mão esquerda.

Não sabe que dentro da pequena menina, existe uma guerreira, leoa, giganta e 
que dentro dela existe um cristal fino que protege sua vida  e entre estas duas partes paradoxais 
uma ponte de madeira, dessas que balançam traiçoeiras.

Não viu que esta menina é capaz de observar um tatu-bola no jardim por horas.
De fazer-lo abrir e fechar incessantemente para contabilizar o tempo que leva de bola pra tatu, de tatu pra bola.
Quanto tempo é necessário pra se proteger e esta pronto de novo? Sera que isso você sabe ? O tatu leva cerca de 30s dependendo do trauma, pude constatar.

Não viu a ruga do meu rosto aparecer, e nem sabe que é devido ao movimento 
incessante de fecha-los quase totalmente quando sorrio.
Mesmo com tudo, eu nao perco essa mania teimosa de ser feliz.
É ! Sorrir...De você, de mim, dos outros e principalmente da vida.

Não viu meus cabelos ficarem loiros por se tornarem irritantemente brancos, mesmo tão nova.
Não viu o sucesso que foi. 
Perdeu, a parte gloriosa da minha aceitação. 
Não me viu chegar no espelho e sorrir !

Você não me conheceu, mas eu não culpo você
amar alguém exige coragem ....
E isso, isso você nunca teve.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...