domingo, 6 de outubro de 2013

Eu secretamente me amo.

Hoje, fazendo minhas sobrancelhas com aquele instrumento de tortura que apelidamos de pinça e que nos fizeram acreditar ser necessária, e pior nos fizeram acreditar que ela é nossa amiga e que arrancar cada pelinho um por um "só " faz parte de um ritual de beleza e assim nos acostumamos a tê-la na bolsa e assim achamos que graças a ela temos um rosto mais belo e proporcional. 
Experimente arrancar um cabelinho da sobrancelha de um homem.
 Mais cuidado!!!!! 
Ele pode nunca mais falar com vc, talvez num impeto te dar um safanão que possivelmente desencadeará uma briga extensa podendo até ir para os campos judiciais.
Voltando a mim, com aquele instrumento horrível nas mãos e com o rosto bem pertinho do espelho, e os pensamentos longes com a dor diminuída pela anestesia do custume, cheguei a uma conclusão incrível : Eu Izabela, conhecida por vcs como Izabeluda, secretamente me amo.
E não é pouco, eu me amo pra caralho. 
Eu no fundo me acho foda, me acho linda! Mas assim como no costume da pinça fui obrigada e acostumada a achar que não. Quantas vezes, eu te pergunto, você se olhou e se achou linda com uma roupa mesmo marcando suas gordurinhas, quantas vezes vc se achou sexy e gostosa e tirou a roupa no pensamento implantado de que aquilo não pode ser mostrado?
Quantas vezes? Quantas vezes vc se achou muito mais gostosa que aquela magrela e sinceramente no fundo vc sabia que se fosse pra escolher e se não tivesse tantos padrões tantas informações erradas te bombardeando desde pequena, vc simplesmente e SINCERAMENTE preferia ser vc.
Sinceramente, eu me amo muito mais do que eu penso! E acho que você também.
O difícil é organizar seus pensamentos e tirar toda aquela vestimenta de humildade ( que no fundo é só auto estima baixa gritando por um elogio) e se analisar friamente.
Cada detalhe da sua personalidade que é incrivel. Aquela boca com sorriso lindo e quase infantil que toda vez que vc olha no espelho vc se pergunta : Como ainda não descobriram isso em mim? Como podem me achar feia com essa covinha que aparece somente quando tenho aquele sorriso tímido?
Como podem ainda achar que um ossinho na cintura é mais belo que meu olhar negro e firme que se fecham quando a graça de algo me invade ?
Sim, eu secretamente me amo muito. Por que sim eu tenho muito a ser amado. O meu defeito foi acreditar que eu não podia me amar. Que eu nao tinha o direito de me amar por que não me encaixo no que é belo pra mídia. E no fim eu quero que se dane a mídia ! Ainda mais a nossa mídia que so é voltada pro consumo. 
Eu voto por um mundo ( pelo menos pelo meu mundo interno) em que eu possa me amar sem ser julgada de recalcada, sem isso ser visto como estrategia para não mudar. " ah ela só tem banca de quem se gosta mas na cama ela senta e chora" não minha amiga! Quem faz isso é vc!!!!
E enquanto, eu arrancava aquele pelinho que parece encravado meu dedinho do pé, pois quando vc arranca, arranca tambem uma lagrima instintiva eu percebi...
Sim eu secretamente me amo! 
Me amo muito... e a lagrima desta vez foi de alegria diante de uma contatação tão óbvia!
Bom DOmingããão!




5 comentários:

  1. nossa, super me identifiquei, vc me autoriza a publicar no meu blog?
    beijos e lindo dia

    ResponderExcluir
  2. Olá, quanto tempo!! Cada dia vc escreve melhor, deveria publicar um livro menina. Beijos

    ResponderExcluir
  3. amei,,, tudo. e me amei depois de tudo.
    bjus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...